Publicidade
Seg 19 Jun 2017

Estados Unidos quer proibir a presença de notebooks em voos do Oriente Médio e África do Norte

Uma medida emitida pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos em março deste ano visa a proibição de dispositivos maiores do que um smartphone nos voos que decolam do Oriente Médio e da África do Norte. A decisão pode ser expandida para outros países, chegando a cobrir todos os voos internacionais.

John Kelly, nomeado pelo presidente Donald Trump para a Secretária da Segurança, declarou em entrevista à Fox News que a medida tem como objetivo, coibir o terrorismo em um dos alvos preferidos para ataques: a aviação.

"Os terroristas são obcecados pela possibilidade de derrubar um avião de uma companhia norte-americana, principalmente se este estiver lotado com viajantes nativos dos Estados Unidos", afirmou Kelly.

O movimento feito pela Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, se implementado em outras regiões preocupadas com ataques terroristas, como a Europa, pode ter resultados negativos para viajantes de negócios que precisam trabalhar durante o voo.

Mesmo que não seja aprovada, o Departamento pretende reforçar a revista nas bagagens em geral. Durante a entrevista, John Kelly também falou sobre a adoção de novos dispositivos detectores de objetos estranhos que além de mais eficientes, também prometem reduzir o número de colaboradores no setor.

* Crédito da foto: Pixabay/Picography

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter