Enquanto o setor hoteleiro vem lutando para sobreviver à crise, seus parceiros também sentem o baque, em um efeito dominó. Fornecedora de produtos e serviços para frigobar, a Anserve viveu momentos de perdas e ganhos nos últimos meses. Apesar do cenário crítico para o mercado, a empresa vem se recuperando dos danos com crescimento no número de clientes.

Se em 2019 a marca contava com 300 empreendimentos atendidos, hoje sua carteira totaliza 280 hotéis. Em linhas gerais, nada mal para o fornecedor de um dos segmentos mais afetados pelos efeitos econômicos do coronavírus.

Diante da pandemia e preocupados em oferecer o serviço da melhor forma possível e, principalmente, com segurança para todos, a empresa desenvolveu um Protocolo de Procedimentos Gerais para proteção, tanto de colaboradores quanto hóspedes, além de seguir as determinações adotadas pelos hotéis.

Segundo Adinei Botjuk, diretor da empresa, desde março de 2020 a Anserve integrou 30 novos meios de hospedagens ao seu guarda-chuva, totalizando mais de 5,2 mil apartamentos. São Paulo é o principal mercado da companhia. “Foram os próprios hotéis que nos procuraram, pois já conhecem a qualidade de nossos produtos e serviços”, salienta.

Botjuk relembra que os primeiros meses foram de perdas significativas, com queda de faturamento na ordem dos 70% entre março e abril. Ao longo dos meses, a Anserve conseguiu se reerguer e encerrou 2020 com a mesma receita mensal de março.

Anserve: recontratações e metas

No ano passado, a empresa se viu obrigada a desligar 60% de seu quadro de funcionários. Com o aumento de contratos fechados, colaboradores demitidos já estão sendo recontratados. “Já dobramos o número de trabalhadores após a redução da nossa equipe. Estamos dando prioridade para quem foi demitido em 2020”, destaca Botjuk.

Sem alterações em seu portfólio de produtos, a Anserve reduziu custos com estoque e busca manter a saúde financeira em 2021. “O momento que vivemos atualmente é difícil para traçar metas. Estamos com uma demanda grande de novos contratos e acreditando na retomada do movimento dos hotéis”, finaliza.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Anserve