Publicidade
Ter 29 Nov 2016

STR divulga resultados da indústria hoteleira na América Central/Sul no mês de outubro

Imagem ilustrativa
(Pixabay/geralt)

Segundo levantamento da STR, hotéis das regiões da América Central e América do Sul - em comparação com outubro de 2015 -  tiveram redução de quase 6,6% na taxa de ocupação de 56,5% do ano passado. A diária média subiu 0,9% para US$ 89,76, e o RevPar (receita por quarto disponível) caiu 5,8% para US$ 50,75. Confira.

No Chile, durante o mês de outubro, se comparado com o mesmo período do ano passado, houve queda nos três principais indicadores de desempenho. A taxa de ocupação caiu 5,5% para 68,1%; a diária média caiu 11,1% para $ 123,22 e o RevPar declinou 16,0% para $ 83,88. O país experimentou um declínio de 3,6% na demanda após três meses consecutivos de crescimento. Santiago foi o destino mais atingido, com queda de 7,2% na ocupação e 17,9% de redução na diária média. 

O Equador viu um aumento de 1,3% na taxa de ocupação de 68,8%, aumento de 22,1% na diária média para US$ 123,90 e do RevPar em 23,8%, ficando em US$ 85,21. De acordo com analistas do STR, o crescimento da oferta (+2,9%) foi ultrapassado pelo crescimento da demanda (+4,3%), impulsionada pela realização do Habitat III, Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável, entre 17 e 20 de outubro.

O Peru comunicou redução nos três indicadores: a ocupação caiu 2,5% para 70,5%; a diária média caiu 23,9% para $ 436,10; e o RevPar teve declínio de 25,8% para $ 307,49. Analistas atribuem o desempenho a uma queda considerável na demanda de grupos, com reservas de dez ou mais quartos por vez, como nas ocasiões em que o país sediou as reuniões do Grupo do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional.

Buenos Aires, na Argentina, apresentou um crescimento de 86,3% no RevPar para $ 1,448.71, resultado do aumento de 7,8% na taxa de ocupação de 69,4% e da diária média de 72,8% para $ 2,087.79. Segundo analistas, o mercado beneficiou-se de uma tendência econômica ascendente desde que foram divulgadas as políticas financeiras do governo atual para 2016.

A Cidade do Panamá, experimentou aumento no RevPar de 5,7% para $ 50.97 desde junho. A taxa de ocupação aumentou no mês de outubro de 8,5% para 53,7%, enquanto a diária média teve queda de 2,6% para $ 94,88. Os analistas acreditam que os hotéis no Panamá beneficiaram-se de um aumento de 7% das chegadas da Europa e Estados Unidos, apesar das mesmas apontarem uma queda quando comparadas ao mesmo período do ano passado, segundo a Autoridade de Turismo do Panamá.

São Paulo teve redução na taxa de ocupação em 5,8% para 58,3%. A diária média caiu 10,0% para $ 308.22 e o RevPar teve queda de 15,2% para $ 179.74. Novas ofertas continuaram surgindo (+1,2%), marcando o quarto mês consecutivo de crescimento acima de 1,0%. Analistas citam as condições econômicas do País como razão do desempenho negativo.

Serviço
strglobal.com

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter