Publicidade
Seg 09 Jan 2017

Setor de viagens e eventos de São Paulo perde 1,9 mil vagas formais no 3º trimestre de 2016

Entre os meses de julho, agosto e setembro de 2016, o setor de viagens e eventos do Estado de São Paulo fechou um total de 1.917 postos de trabalho registrados. No mesmo período do ano anterior, houve geração de 1.138 empregos, assim como no segundo trimestre de 2016, quando foram criados 1.740 empregos com carteira assinada.
No ano são 1.621 vagas formais a menos e -7.921 nos últimos doze meses. O estoque ativo de empregados teve redução de 0,7% na comparação com o segundo trimestre, 0,6% menor em relação ao estoque que iniciou 2016 e queda de 2,7% no comparativo com o mercado de trabalho existente no final de setembro de 2015, totalizando 281.130 trabalhadores formais.

Os dados são da Pesve - Pesquisa de Emprego do Setor de Viagens e Eventos, com base nos números da Rais - Relação Anual de Informações Sociais e do Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho.

Entre as seis atividades analisadas, as únicas altas no terceiro trimestre aconteceram nos setores de alimentação (0,4%), com mais 264 vagas e agências e operadoras de viagens (0,5%) com 114 novas vagas. O setor de hospedagem assistiu a maior queda em número de vagas (1,6%), registrando a extinção de 988 postos de trabalho. O setor de transporte também recuou 0,8%, perdendo 971 empregos formais.

Para a assessoria econômica da Fecomércio SP, o resultado do terceiro trimestre de 2016 demonstra que o setor de viagens e turismo ainda sente os efeitos da crise. Há permanência na perda de vagas dos setores de transportes e hospedagens, principalmente devido à redução de viagens, e diminuição do desempenho positivo do setor alimentício, o qual cresceu no primeiro semestre e manteve-se na primeira metade do segundo semestre.

A Federação ressalta que o setor de viagens e eventos no Estado de São Paulo está diretamente relacionado ao segmento corporativo e mantém dependência do ambiente de negócios, que proporciona mais facilidade de acesso a investimentos. De acordo com a entidade, "infelizmente a melhoria desses cenários não se consolidou como realidade em 2016".

Do total de vagas perdidas pelo setor de viagens e eventos do Estado de São Paulo, 667 são da região turística do Alto Tietê, com destaque para o município de Guarulhos, que fechou 440 postos de trabalho com carteira assinada. O segundo município paulista com maior redução é a cidade de São Paulo, com -186 vínculos. A cidade de São Caetano do Sul foi a mais contemplada pelo crescimento do setor de alimentação, com +404 vagas formais no terceiro trimestre.

Serviço
fecomercio.com.br

* Crédito da foto de capa: Pixabay/geralt

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter