Publicidade
Sex 24 Abr 2015

WTM-LA: Em pesquisa, Phocuswright aponta comportamento e tendências do viajante brasileiro

Carolina Haro, da Mapie, e Cees Bosselaar, diretor de Desenvolvimento e Marketing da Phocuswright (foto: Filip Calixto)

O turista brasileiro tem viajado mais, para mais lugares mas com permanência menor do que em tempos atrás. Esta é uma das principais conclusões de um levantamento feito pela Phocuswright junto a viajantes nacionais que fazem seus passeios a lazer. De acordo com o relatório da empresa, o coportamento do viajante nacional mudou e, apesar do alto valor que o dólar alcançou nos últimos meses, o hábito de viagens não caiu, apenas mudou.

Em números preliminares de uma pesquisa que estará completa no segundo semetre, a organização pesquisadora dá conta que 44% dos entrevistados fez alguma viagem internacional em 2014. Dentre os participantes 40% tiveram os Estados Unidos como destino, 29% foram à Europa e 28% preferiram a vizinha Argentina. O índice coloca o país da América do Norte ainda na preferência nacional, mas mostra as nações europeus ultrapassando o território argentino, alterando o resultado de relatórios anteriores.

Apresentada por Cees Bosselaar, diretor de Desenvolvimento e Marketing da Phocuswright, e por Carolina Haro, da Mapie, a pesquisa mostrou que o consumidor de viagens oriundo do Brasil é bem quisto em qualquer destino, sobreturdo pela capital aplicado em compras durante o passeio. Os brasileiros consomem mais que a média mundial, cerca de US$ 3,5 mil dólares por viagem dentro do local visitado.

Comportamento do viajante
Dos cerca de mil entrevistados, 80% responderam que fizeram seua passeios ao exterior acompanhados de pelo menos uma pessoa. Mas não é esse o número que chama a atenção. Outros 18% disseram viajar sozinhos, o que, segundo a entidade pesquisadora, mostra a profissionalização do viajante, a queda na compra de pacotes e das incursões em grupos.

Para Carolina Haro, a menos utilização dos serviços de agência virou realidade com o crescimento da busca feita pela internet e foi agravado por essa queda na aquisição de pacotes. "Acredito que o online supera o offline em breve", prevê.

De acordo com a pesquisa, 83% dos interessados em viagens fazem suas buscas por destinos via internet e 90% dos pesquisados é portador de um smartphone. "A maior parte das buscas ainda é feita em desktops e laptops mas os celulares estão ganhando popularidade e m breve serão mais utilizados em reservas", comenta Carolina.

O levantamento ainda deve entrevistar mais um mil pessoas e também contará com números relativos ao turismo corporativo. Os indicativos foram apresentados durante a edição 2015 da WTM-LA, que será finalizado ainda hoje (24), em São Paulo.

Serviço
www.wtmlatinamerica.com
www.phocuswright.com

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter