Carnaval puxa média de ocupação no interior do Rio para 82%


Bairros do Flamengo e Botafogo têm média de ocupação prevista de 96% neste Carnaval

O Carnaval incrementou a procura pelos destinos do interior fluminense, apontam dados da ABIH-RJ  (Associação Hotéis do Rio de Janeiro). Segundo a entidade, os meios de hospedagem de diferentes regiões do estado registram média de ocupação de 82%, crescimento prévio de um ponto percentual na comparação ao Carnaval de 2017. Na liderança está Paraty, com 98% dos quartos reservados, seguido por Búzios (92,5%) e Cabo Frio (85%). Já na capital, que lidera a preferência dos usuários do Hotel Urbano, a procura este ano está ainda mais aquecida (86%), segundo levantamento do SindHotéis Rio.

Os bairro de Flamengo e Botafogo são os mais procurados, com 96% da oferta reservada, seguido por Copacabana/Leme e Ipanema/Leblon, ambos com 89%. O Centro registra ocupação de 84%, enquanto a Barra da Tijuca está com 82%. A previsão do SindHotéis Rio é superior à média alcançada no ano passado, de 78%, informa a entidade. Em relação à procedência dos turistas este ano, 75% são nacionais, especialmente paulistanos e mineiros. No mercado internacional, predominam os sul-americanos.

Atrações no Rio Antigo estimula ocupação no Centro

Na região do Rio Antigo, no Centro, a expectativa é de que haja aumento de 40% no fluxo de visitantes durante o Carnaval, apontam estimativas do Polo Novo Rio Antigo, que responde pelos restaurantes, bares, casas noturnas e comércio da região, considera uma das mais boêmias da cidade. “A região é um tradicional ponto de encontro dos foliões e tem a particularidade de ser um dos poucos locais da cidade que funcionam em ciclos de quase 24 horas”, comenta Thiago Cesário Alvim, presidente da associação.

Atrações consagradas, como o desfile dos blocos Cordão da Bola Preta e Bloco do Carioca da Gema, acontecem no sábado de Carnaval (10) na região, que conta também com o festival Lavradio Jazz Fest, entre os dias 10 e 13, promovido pelo Grupo Scenarium, para quem quer uma rota alternativa à folia. 

Créditos da Foto: Pixabay/12019

Comentários